Para Alessandro Molon, privatização da estatal é
Najara Araújo/Câmara dos Deputados
Para Alessandro Molon, privatização da estatal é "um absurdo"

A Câmara dos Deputados pode votar nesta quinta-feira (5) o Projeto de Lei 591/21, do Poder Executivo, que autoriza a exploração pela iniciativa privada de todos os serviços postais. A proposta permite a transformação dos Correios em empresa de economia mista e remete a regulação do setor à Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). 

O líder da oposição na Casa, Alessando Molon, disse que o grupo "seguirá firma para evitar mais esse absurdo." A deputada Erika Kokay, do PT, disse que a venda em regime de urgência só interessa ao mercado financeiro.

Atualmente, a iniciativa privada participa da exploração dos serviços por meio de franquias, mas os preços seguem tabelas da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (ECT), que detém o monopólio de vários serviços.

Segundo o substitutivo preliminar do relator, deputado Gil Cutrim (Republicanos-MA), a ECT poderá ser privatizada, mas os trabalhadores contarão com garantia contra demissão sem justa causa por 18 meses após a venda.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários