Filha de Guedes viajou em voo da FAB, mas não participou da agenda do ministro
Edu Andrade/ ASCOM - ME
Filha de Guedes viajou em voo da FAB, mas não participou da agenda do ministro

A filha o ministro da Economia, Paulo Guedes , viajou três vezes com o pai com voos oficiais da Força Área Brasileira (FAB) em julho , é o que aponta os registros da FAB entregues à Agência Sportlight nesta terça-feira (20). No entanto, segundo as agendas do ministro, Paula Drumond Guedes não participou de encontros oficiais

A primeira viagem foi registrada em 2 de julho (sexta-feira), saindo de Brasília com destino ao Rio de Janeiro. Na agenda de Guedes, havia um encontro marcado com o diretor-executivo do Fundo Monetário Internacional (FMI) às 10h30, na sede do Ministério da Economia na capital fluminense. No mesmo dia, Paulo Guedes se encontrou com Solange Vieira, superintendes da Superintendência de Seguros Privados (SUSEP), e realizou despachos internos antes de voltar à Brasília, com Paula Guedes, às 16h20 do dia seguinte, sábado (3 de julho), onde não foi registrado encontros na agenda do ministro. 

Em meio às polêmicas sobre a tributação de lucros e dividendos da Reforma Tributária, Guedes foi a São Paulo no dia 8 de julho (quinta-feira) para encontro com empresários. Segundo documentos da FAB, Paula Guedes participou da viagem à capital paulista, mas não há registros de presença nos encontros oficiais. Ambos voltaram à Brasília no mesmo dia, às 19h10. 

Registro de voos oficiais da FAB com participação de Paula Guedes
Reprodução/Agência Sportlight
Registro de voos oficiais da FAB com participação de Paula Guedes

A viagem da filha de Guedes em voos da FAB não são legais, segundo um decreto assinado pelo presidente Jair Bolsonaro em 5 de março de 2020 . O dispositivo prevê que o ministro de Estado pode escolher quem quiser para vagas remanescentes na aeronave, mas há um artigo que determina que os membros da comitiva devem participar da agenda oficial do ministro . Nesse caso, Paulo Guedes estaria infringindo o decreto, já que a filha não participou dos eventos citados nesta reportagem.

O decreto Nº 10.267, abre brecha para ministros e a Presidência da República privilegiar amigos ou até apoiadores que participam da agenda do representante de Estado. No entanto, vai contra as promessas de Jair Bolsonaro durante sua campanha eleitoral de 2018, quando afirmava que iria acabar com privilégios no Palácio do Planalto. 

Em nota, o Ministério da Economia informou que Guedes participou de uma conferência do Instituto de Formação de Líderes (IFL Brasil), liderada por sua filha no dia 2 de julho. Já no dia 8 de julho, Paula Guedes apenas acompanhou o ministro em seu deslocamento.

Confira a nota completa

"O ministro da Economia, Paulo Guedes, na noite do dia 2 de junho. Ele proferiu uma palestra no encontro da entidade sem fins lucrativos. Paula Drummond Guedes foi uma das organizadoras do evento. O retorno a Brasília foi no dia 3 de junho. Já no dia 8 de junho, ela acompanhou o ministro em seu deslocamento."

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários