Câmara deve discutir reforma do IR após o recesso parlamentar
Reprodução: iG Minas Gerais
Câmara deve discutir reforma do IR após o recesso parlamentar

O presidente da Câmara dos Deputados , Arthur Lira (Progressistas-AL), afirmou nesta quinta-feira (15) que a votação da reforma no Imposto de Renda será votada em plenário apenas em agosto. A declaração foi dada em entrevista ao jornal O Globo

A proposta altera a tabela do imposto de renda para pessoas físicas e alíquota em 12,5 pontos percentuais do IR para pessoas jurídicas. O texto ainda prevê redução de subsídios para empresas e taxação de 20% sobre lucros e dividendos. 

Lira pretendia votar a matéria nesta semana, mas impasses sobre o relatório do deputado Celso Sabino (PSDB-PA) provocou o adiamento da discussão do tema. Estados e municípios pedem revisão dos artigos para não haver perdas maiores nos cofres públicos . A previsão do governo é de diminuir R$ 30 bilhões em arrecadação no próximo ano. 

Ao O Globo , Lira também ressaltou haver apoio de parlamentares às propostas apresentadas no relatório. Ele ressaltou que o relatório deve ser aprovado com poucos ajustes pelos congressistas. 

O adiamento da votação da reforma do IR também é motivada, segundo fontes próximas ao presidente da Câmara, ao atraso na entrega do relatório da primeira fase da reforma tributária , que trata da unificação de impostos . Nesta semana, o relator da matéria, deputado Luiz Carlos Motta (PL-SP), disse que só deve entrar seu parecer em agosto, após discussões com o Ministério da Economia, empresários e Receita Federal. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários