Senadora Rose de Freitas
Geraldo Magela/Agência Senado
Senadora Rose de Freitas

A Comissão Mista de Orçamento (CMO) reúne-se esta quinta-feira (15) para votar o relatório final à Lei de Diretrizes Orçamentárias para 2022. A  LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) determina as metas e prioridade s para os gastos do governo no ano que vem.

Deputados, senadores, comissões e bancadas estaduais apresentaram 2.663 emendas, destas 1.890 ao texto e 773 de inclusão de meta. "É um recorde", impressionou-se a presidente da comissão, senadora Rose de Freitas (MDB-ES). Como comparação, no ano passado foram apresentadas 2.232 emendas ao projeto da LDO 2021.

Por causa desse número recorde de emendas, houve uma pane no sistema , e o prazo de apresentação, que terminava ao meio-dia de ontem, teve de ser prorrogado.

Por determinação do relator, deputado Juscelino Filho (DEM-MA), as emendas ao Anexo de Prioridades e Metas têm um limite de três por comissão, bancada ou congressista.

Após passar pela CMO, a proposta deve ser votada ainda hoje pelo Plenário do Congresso (sessão conjunta de Câmara dos Deputados e Senado Federal).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários