Igreja Universal
Divulgação
Igreja Universal

Uma mulher vai receber R$ 10 mil por danos morais causados pela Igreja Universal . Segundo o colunista Ricardo Feltrin, ela foi constrangida ao mexer no celular durante um culto. Ela afirma que foi apenas checar as horas .

Um obreiro a acusou de estar gravando a celebração e outra chegou a puxar a mão  dela com o celular. Outros obreiros ficaram de prontidão "vigiando" a mulher para que nada fosse gravado. Acuada, a fiel ficou em prantos. 

O juiz Daniel Santos concordou que é lícito às igrejas vetarem o uso de celulares durante o culto, mas considerou que a demandante comprovou com testemunhas que houve duplo constrangimento na atitude dos obreiros da Universal: quando "cercaram" a fiel, impedindo-a de comungar sua fé, e quando novamente um deles a abordou agressivamente ao final do culto.

A igreja afirmou que vai recorrer da decisão e a mulher disse que deixará de frequentar os cultos. 



    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários