Banco Central (BC)
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Banco Central (BC)

O Banco Central (BC) aumentou sua projeção de PIB de 2021 para 4,6%. A expectativa anterior, divulgada em março, era de um crescimento de 3,6%. A informação foi publicada nesta quinta-feira no Relatório Trimestral de Inflação .

Como já havia sido mostrado no comunicado do Comitê de Política Monetária (Copom), o BC também revisou as expectativas para o IPCA deste ano para acima do teto da meta, em 5,8% . Em março, na última divulgação do documento, a projeção era de 5%.

A meta de inflação para este ano é de 3,75%, com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual (p.p), de 2,25% a 5,25%.

A revisão para cima da projeção para o PIB acompanhou um movimento do mercado de alta nas expectativas nas últimas semanas. De acordo com o relatório Focus, a projeção do mercado era de um crescimento de 3,52% há um mês e chegou a 5% no início da semana.

Essas recentes altas foram estimuladas por um resultado surpreendentemente positivo no primeiro trimestre e boas expectativas para o segundo semestre do ano. Tanto o BC quanto parte do mercado trabalham com a ideia que, com o avanço da vacinação, a mobilidade da população deve aumentar e levar a uma alta na atividade.

No relatório, o Banco Central ressaltou que a evolução da atividade econômica vem surpreendendo mesmo com a intensidade da segunda onda da pandemia.

"A recuperação parcial da confiança dos agentes econômicos, as medidas de preservação do emprego e da renda, o prognóstico de avanço da campanha de vacinação, os elevados preços de commodities e os efeitos defasados do estímulo monetário indicam perspectivas favoráveis para a economia", diz o documento.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários