Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entra em avião comercial e recebe gritos de
Reprodução Redes Sociais
Presidente Jair Bolsonaro (sem partido) entra em avião comercial e recebe gritos de "mito" e "genocida" de passageiros

A Azul Linhas Aéreas avalia punir o piloto que chamou o presidente Jair Bolsonaro para conversar com passageiros no aeroporto de Vitória (ES) no último dia 11 de junho . Segundo a companhia, a punição será pela falta do uso de máscara na aeronave , procedimento obrigatório em meio à pandemia de Covid-19. 

Em vídeo que circula nas redes sociais, o piloto é visto sem o equipamento de proteção ao tirar uma foto com Bolsonaro. A empresa ressaltou que não pode impedir o convite e nem punir funcionários por suas ideologias políticas, mas informou não querer ser ligada à algum tipo de direcionamento político. 

Ao ser convidado para entrar no avião, Bolsonaro foi recebido com gritos de apoiadores e críticos de seu governo. Vários passageiros tiraram fotos com o presidente e provocaram aglomeração na aeronave. O caso também deve ser investigado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários