Grupo Abril pediu renegocia dívida de R$ 830 milhões
Reprodução
Grupo Abril pediu renegocia dívida de R$ 830 milhões

Em recuperação judicial, o Grupo Abril assinou um acordo de renegociação de dívidas com a União, com R$ 830 milhões em passivo. Para fazer valer o acordo, a companhia ofereceu como garantia algumas de suas marcas, como a Revista Veja, a Quatro Rodas, a Capricho e a Você S/A .

O acordo foi assinado no dia 18 do mês passado entre a Abril e a Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN) . Com isso, o grupo terá desconto de até 70% sobre o total devido. 

“Tendo em vista que a Abril não tem como objetivo a venda dos seus títulos editoriais a terceiros, manter as marcas em garantia foi uma solução inteligente, pois dá a tranquilidade para a procuradoria de contar com a garantia sobre os ativos mais importantes e históricos da Abril, ao passo que não representa nenhum constrangimento operacional no desempenho das atividades editoriais do grupo”, informou a empresa à Folha de S. Paulo. 

Em 2018, a Abril havia entrado com pedido de recuperação judicial , informando que a dívida total da companhia era de R$ 1,6 bilhão . Além disso, vendeu a empresa por um valor simbólico de R$ 100 mil a um gestor conhecido por recuperar negócios falidos. O grupo também vendeu a revista Exame por R$ 72 milhões ao BTG Pactual. No mês passado, prédios da empresa na Marginal Tietê foram a leilão, sendo arrematados por R$ 118 milhões


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários