INSS
Agência Brasil
INSS

Alecsander Martins Coelho fraudava benefícios do Instituto Nacional de Seguridade Social (INSS) usando identidades de pessoas que já faleceram . Ele forjou a própria morte e andava por cemitérios para encontrar pessoas que teriam aproximadamente sua idade.

No cemitério de Camocim, no interior do Ceará, ele assumiu a identidade de Elber Fabricio Mendes, nome com o qual ele viveria pelos próximos 17 anos , como revelou o Fantástico.

Ele e a esposa se passavam por outras pessoas para receber quatro benefícios do instituto. O prejuízo aos cofres públicos estimado é de mais de R$ 2 milhões .  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários