Ambev não informou se manterá patrocínio na competição
Reprodução: ACidade ON
Ambev não informou se manterá patrocínio na competição

A empresa de bebidas Ambev  anunciou nesta quarta-feira (09) a desistência de estampar sua marca em banners nas partidas da Copa América deste ano, que será realizada no Brasil. Essa a segunda empresa que se retira do evento esportivo em dois dias. A primeira foi a Mastercard. 

No entanto, ao contrário da bandeira de cartões de crédito, a Ambev não anunciou se manterá o patrocínio durante a competição . Na terça-feira (08), a Mastercard informou que, embora retire sua marca dos banners de publicidade, vai continuar patrocinando o campeonato continental de seleções. 

"A companhia segue com seu compromisso e apoio ao futebol brasileiro”, afirmou a empresa, em nota. 

As desistências das marcas acontece em meio à polêmica decisão da Conmembol de sediar a Copa América 2021 no Brasil , mesmo após as desistências de Colômbia e Argentina em realizar a competição. A repercussão do anúncio foi negativa e gerou onda de protestos de autoridades e até dos jogadores da Seleção Brasileira, com ameaças de boicote, devido ao aumento de casos e mortes de Covid-19 no país . De acordo com o Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), o Brasil registra mais de 476 mil mortes em decorrência da doença. 

A competição sul-americana começa neste domingo (13), com o jogo entre Brasil e Venezuela. Os jogos serão realizados em quatro cidades-sedes (Rio de Janeiro, Cuiabá, Brasília e Goiânia) entre os dias 13 junho e 10 de julho. 

Devido à pandemia, algumas seleções, como a Argentina, decidiram vir ao Brasil apenas para a disputa das partidas e não para hospedagem. A vinda da competição é considerada positiva para a imagem do presidente Jair Bolsonaro, que pretende usar a Copa América como termômetro para realização de eventos de grande porte em meio à crise pandêmica.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários