Classes alta e média pouparam mais em 2020 que a Classe C
Redação 1Bilhão Educação Financeira
Classes alta e média pouparam mais em 2020 que a Classe C

A dificuldade em gastar com turismo e lazer fez as classes alta e média pouparem mais. É o que aponta uma pesquisa do Datafolha para a Associção Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima). 

O levantamento da entidade diz que 20 milhões de brasileiros pouparam . A pesquisa realizada com 3.048 pessoas economicamente ativas das classes A, B e C, entre 17 de novembro e 17 de dezembro de 2020, mostrou que a poupança involuntária foi maior entre as classes menos afetadas pela pandemia. A classe C teve o ano de 2020 marcado por mais empréstimo que poupança

Em 2020, 36% dos brasileiros conseguiram economizar, enquanto em 2019 este número era maior. “A poupança veio dessa impossibilidade de as pessoas gastarem", disse Marcelo Billi, superintendente de comunicação, certificação e educação de investidores da entidade, à Folha.

Com recordes, o Banco Central registrou, de janeiro a dezembro do ano passado, depósitos atingindo a marca de R$ 166,3 bilhões .

Ainda de acordo com a pesquisa, 2 milhões de brasileiros afirmaram "não ter onde gastar", o que corresponde a 7% dos que pouparam. O resultado é com impacto das medidas de distanciamento social. “A impossibilidade de gastar fez manter a proporção de poupadores no nível similar a 2018”, disse o superintendente ao jornal. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários