null
Reprodução
undefined


O Tribunal de Contas da União ( TCU ) vai apurar os R$ 2 bilhões usados pelo Ministério do Desenvolvimento Regional e a Companhia de Desenvolvimento do Vale do São Francisco (Codevasf) em contratos com empresas privadas. O subprocurador-geral da República junto ao TCU, Lucas Furtado, apresentou o pedido de investigação nesta quarta-feira (19).

Documentos mostram que congressistas usurparam funções do Executivo e pediram a compra de tratores e outras máquinas agrícolas, indicando até mesmo preços que chegaram a até 259% acima dos valores de referência fixados pelo próprio governo. O escândalo ficou conhecido na internet como tratoraço .


O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) vetou a tentativa do Congresso de definir a aplicação dos recursos de uma nova modalidade de emendas, nomeada pelo presidente como RP-9. Ele considerou que isso contrariava o "interesse público" e estimulava o "personalismo", mas ignorou seu próprio argumento e entregou nas mãos de sua base de apoio o destino de R$ 3 bilhões do Ministério do Desenvolvimento Regional .

Além disso, Bolsonaro também aumentou a área de atuação da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), uma estatal controlada pelo Centrão. A companhia vai aplicar os recursos do orçamento secreto conforme as indicações dos parlamentares. Na prática, isso significa dizer que o presidente deu o dinheiro e a caneta para seus apoiadores.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários