Hospital das Clínicas da USP é investigado por sobrepreço em compra de oxigênio
Igor Shimabukuro
Hospital das Clínicas da USP é investigado por sobrepreço em compra de oxigênio

O Ministério Público de São Paulo ofereceu denúncia na sexta-feira (14) contra três funcionários do Hospital das Clínicas por sobrepreço na compra de oxigênio, contratados pela empresa Air Liquede Brasil Ltda. Os acusados vão responder por improbidade administrativa. 

Segundo a investigação do MP, o contrato firmado com o hospital em 2020, a fim de realizar a compra do oxigênio, foi de R$ 327.360 mensais, no período de seis meses, ao preço de R$ 580 pelo m³ do produto. No entanto, em 2019, um contrato para fornecer o mesmo produto custava de 188,67 a R$ 196,46 o m³.

O MP estima que o prejuízo tenha sido de R$ 1,3 milhão no período em que o contrato esteve vigente. O HC e a empresa Air Liquede Brasil Ltda ainda não foram notificados sobre a denúncia.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários