Bolsonaro terá direito a um aumento de R$ 2.300
Isac Nóbrega/PR
Bolsonaro terá direito a um aumento de R$ 2.300

O vice-presidente da República,  Hamilton Mourão (PRTB) disse hoje que apesar de estar dentro da lei, não acha " ético " o aumento do próprio salário . Apesar da fala, a remuneração acima do teto já foi permitida em portaria publicada na última quinta-feira (6).

Com a nova regra, o presidente Jair Bolsonaro deverá ter um acréscimo de R$ 2.300 por mês, e Mourão, de R$ 24 mil mensais.

Apelidada de "teto duplex", o texto beneficia, principalmente, o alto cargo do funcionalismo que acumula duas funções, como o presidente da República, os ministros, militares que ocupam cargos comissionados ou eletivos, etc. A exemplo dos ministros Luiz Eduardo Ramos, da Casa Civil, e Braga Netto, da Defesa.

Atualmente, o teto constitucional é de R$ 39,2 mil, valor do salário dos ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). 

Você viu?

"A decisão não foi do presidente, foi do Ministério da Economia. Isso é uma questão legal. O STF já criou a jurisprudência em relação a esse assunto, que é o camarada que é aposentado e possui um cargo no governo. Eu continuo com a mesma posição. É legal, mas eu não considero ético no momento que isso aconteça", afirmou Mourão durante o UOL Entrevista.

Ele disse estar "pensando no que vou fazer".

"Não sei se vou doar para uma instituição, para o meu partido. Vou pensar no que vou fazer. Quando eu receber, por enquanto não pingou nada na minha conta, quando aparecer, eu vejo o que vou fazer."

Segundo o ministério da Economia, o impacto da medida para este ano é de R$ 181,32 milhões.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários