Ricos ganham 39 vezes mais que os pobres
shutterstock
Ricos ganham 39 vezes mais que os pobres

Um estudo aponta que nas regiões metropolitanas os ricos ganham 39 vezes mais do que os mais pobres. O Boletim das Metrópoles, realizado pela PUC-RS indica recorde na desigualdade salarial , atingido em 2021, após o fim dos pagamentos do auxílio emergencial

São utilizados dados da PNAD Contínua (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua), realizada pelo IBGE , cuja série histórica começa em 2012.

A renda dos 10% mais ricos representa 40% dos mais pobres, considerando a média dos quatro trimestres de 2020. Um ano antes, essa diferença era de 29 vezes.

Essa diferença é devido à perca de renda de 2019 para 2020. Com a pandemia, os mais pobres tiveram redução maior do que os mais ricos. 

Você viu?

Considerando apenas a média do último trimestre de cada ano, a renda trabalhista para os mais pobres recuou 34,2%, de R$ 237,18 por mês no final de 2019 para R$ 155,95 nos últimos três meses de 2020.

Entre os 10% mais ricos, o recuo foi de apenas 6,9%, para R$ 6.356. Para o grupo intermediário, que representa 50% da população, caiu 8,6%, para R$ 1.195.

Por região

  • João Pessoa 88,3 vezes
  • Rio de Janeiro 59,7 vezes
  • São Paulo 40,2 vezes
  • Curitiba e Goiânia, ambas com 23,2 vezes

Isso fez com que a desigualdade, medida pelo índice de Gini, atingiu patamar recorde de 0,631 no último trimestre de 2020, de acordo com a média móvel de quatro trimestres. Um ano antes, estava em 0,609. Quanto maior o valor, maior a desigualdade.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários