TST tenta localizar contas de empresas e trabalhadores donos dos valores
Reprodução: iG Minas Gerais
TST tenta localizar contas de empresas e trabalhadores donos dos valores

A Justiça do Trabalho encontrou R$ 3 bilhões parados em contas de empresas e trabalhadores na Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil . De acordo com o Tribunal Superior do Trabalho (TST) , os valores devem ter somados correções monetárias após decisões finais dos Tribunais Regionais do Trabalho (TRT).

O valor cresceu em R$ 1 bilhão em comparação a fevereiro de 2020, quando foram arrecadados R$ 2 bilhões em processo nos TRTs. Do montante, R$ 286 milhões estão liberados para saques de empresas e trabalhadores.

A Justiça, no entanto, ainda tenta identificar as contas proprietárias dos valores depositados em juízo. Após a identificação dos donos, os valores correspondentes as ações serão depositados.

Em entrevista à Folha , o corregedor-geral da Justiça do Trabalho, ministro Aloysio Corrêa da Veiga, afirmou ser necessário a localização das contas principalmente em meio à pandemia.

"Em um momento de crise, é caixa que estaria abandonado. Isso pode ter uma repercussão econômica de destaque nesse momento de crise absurda. Muitas vezes são valores significativos para as empresas", disse.

O TST não informou como será feita essa identificação das contas, mas planeja encerrar as pesquisas neste primeiro semestre.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários