Manifestação começou na última quinta-feira na fronteira com Uruguaiana (RS)
Reprodução/Twitter
Manifestação começou na última quinta-feira na fronteira com Uruguaiana (RS)

Caminhoneiros argentinos fecharam a fronteira entre as cidades de Paso de Los Libres e Uruguaiana (RS) em protesto contra a categoria brasileira. A manifestação começou na última quinta-feira (22) e não tem previsão de encerramento.

Os manifestantes criticam a recepção de brasileiros à obrigatoriedade de exames PCR para entrar na Argentina. A Federação Nacional de Caminhoneiros da Argentina informou que foram hostilizados por motoristas no Brasil após o aumento de restrições em território argentino.

"Foi determinado o fechamento da passagem de fronteira para que as cargas das economias regionais do Mercosul fiquem paralisadas e a entrada de caminhões do Brasil também não seja permitida", disse o secretário de política de transporte do sindicato, Omar Pérez, ao UOL .

A categoria ainda questiona as recusas de caminhoneiros brasileiros em realizar os exames para diagnóstico de Covid-19 . Há suspeitas de que alguns laudos apresentados teriam sido fraudados.

Na última semana, o local também foi ponto de encontro de caminhoneiros brasileiros para protestar contra as medidas de restrição para entrada na Argentina.

Era esperado o fim do bloqueio da fronteira nesta segunda-feira (26), mas o sindicato disse que deve manter a paralisação até a efetivação de um acordo entre os países para a realização de exames PCR na categoria. Os manifestantes ainda pedem a inclusão de caminhoneiros brasileiros no Plano Nacional de Imunização .

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários