Hacker vendeu dados de Imposto de Renda de brasileiros no exterior e recebeu em criptomoedas
Bruno Ignacio
Hacker vendeu dados de Imposto de Renda de brasileiros no exterior e recebeu em criptomoedas

A Polícia Federal detectou pagamentos no exterior ao hacker responsável pelo vazamento de dados de 223 milhões de brasileiros e descobriu que informações sigilosas do Imposto de Renda (IR) foram colocadas à venda.

Os dados foram disponibilizados em uma plataforma sediada na Suíça. Mas informações mais sensíveis, como as que constavam em declarações de IR dessas vítimas, só eram fornecidos mediante o pagamento com criptomoedas, segundo a Operação Deepwater, deflagrada pela PF na semana passada.

Os pagamentos com moeda digital foram feitos a mais de uma pessoa do grupo envolvido no vazamento, mas, ainda assim, o alto volume de transações com criptomoedas chamou atenção.

A operação foi autorizada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes, dentro do inquérito das fake news , já que o vazamento também atingiu autoridades do STF.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários