BC tentou intervir, mas não foi suficiente para evitar alta da moeda norte-americana
iStock
BC tentou intervir, mas não foi suficiente para evitar alta da moeda norte-americana

Após fechar a última semana em queda, o dólar voltou a subir nesta segunda-feira (15). A moeda norte-americana fechou em alta de 1,44%, cotada a R$ 5,63. O mercado está apreensivo com as decisões monetárias que devem ser tomadas nos Estados Unidos e no Brasil nesta semana.

O Comitê de Políticas Monetárias do Banco Central (Copom) vai se reunir a partir de amanhã para definir a nova porcentagem da Selic (taxa básica de juros) , que atualmente está em 2% ao ano. Após cinco sessões de manutenção da taxa, os especialistas esperam um aumento de 0,75%, para conseguir controlar a inflação.

Para tentar diminuir os efeitos negativos no dólar, o BC chegou a realizar a venda de swap tradicional de até 10 mil contratos com vencimento entre junho e dezembro, mesmo meio usado para controlar a alta da moeda na última semana. No entanto, a tentativa do Banco Central não funcionou na cotação desta segunda-feira.

Ibovespa

A Bolsa de Valores de São Paulo , às 17h, subia 0,55%, com 114.793 pontos. Durante o pregão, o índice Ibovespa chegou a apresentar queda, mas se recuperou no começo da tarde.

A possibilidade de demissão do ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, a liberação de verba extra para o pagamento de salários dos servidores e o atrasado para a votação do Orçamento 2021 estão no radar do mercado financeiro. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários