Energia elétrica é a campeã de reclamações
Reprodução: iG Minas Gerais
Energia elétrica é a campeã de reclamações

O 15 de março, data em que se comemora o Dia Internacional do Consumidor , é um momento de reflexão . Sendo assim, o  Procon-SP chama a atenção para o momento específico pelo qual passamos e para a necessidade de consumidores e fornecedores discutirem questões como c onsumo consciente , responsabilidade para exercer nossos direitos e deveres e as dificuldades e desafios impostos pela pandemia.

"O Procon-SP está sempre pronto a ajudar o consumidor orientando sobre seus direitos e a importância do consumo consciente e também combatendo práticas abusivas", afirma Fernando Capez diretor executivo do Procon-SP.


Pandemia

O Procon-SP está realizando operações, junto com a Polícia e a Vigilância Sanitária, para garantir o cumprimento das determinações do Governo do Estado. É necessário que consumidores e fornecedores sigam as novas regras, que trazem medidas restritivas para diversos setores - supermercados, instituições de ensino, transporte, restaurantes, bares e padarias, hotelaria, telecomunicações, entre outros estabelecimentos comerciais.

Durante a pandemia, equipes do Procon-SP também estão fiscalizando práticas abusivas para combater lucros excessivos principalmente de alimentos e também do botijão de gás.

Compras online

A pandemia também trouxe um aumento nas compras online, o que causou um crescimento nas reclamações contra as empresas que vendem pela internet. "As empresas não estavam preparadas para atender a demanda, mas aos poucos estão se adaptando. O consumidor, por sua vez, deve estar atento não só às facilidades desse tipo de comércio, mas também aos cuidados para não cair em golpes", ressalta Capez.

Você viu?

Enquanto em 2019 foram registradas no Procon-SP 78.419 reclamações relacionadas às compras online, em 2020, foram 301.672, um crescimento de 284%. Nos dois primeiros meses de 2021, as reclamações sobre esse assunto já somam mais de 50 mil.

O problema mais recorrente é a demora ou a não entrega do produto ou serviço.

Consumidor hoje

O consumidor sabe que o Código de Defesa do Consumidor é sua principal ferramenta de defesa, faz pesquisa de preços antes de comprar, compara a qualidade de produtos e serviços e tem consciência de que pode recorrer aos órgãos de defesa e ao poder judiciário quando é prejudicado.

Dez assuntos mais reclamados pelos consumidores

Em 2019, os dez assuntos mais reclamados no Procon-SP juntos somaram 162.200, já em 2020 a soma das reclamações dos dez assuntos com mais demandas foi de 409.248 - um crescimento de 152%.

Problemas com energia elétrica foi o assunto mais questionado pelo consumidor no ano passado, foram 93.484 reclamações registradas, seguido por:

  • Telecomunicações com 74.944 demandas;
  • Instituições financeiras (62.314);
  • Vestuário (46.675);
  • Aparelhos de celular (26.048);
  • Instituições de ensino (25.296);
  • Agências de viagens (24.442);
  • Móveis (21.283);
  • Serviços de diversão lazer e cultura (18.629);
  • aparelhos de TV (16.133).

Já em 2019, o assunto que liderou a procura do consumidor foi telecomunicações, com 53.995 reclamações, em seguida instituições financeiras (38.280), aparelho celular (13.667), móveis (9.627), vestuário (9.151), energia elétrica (8.916), instituições de ensino (8.762), produtos da linha branca (6.975), agências de viagens (6.408) e aparelhos de TV (6.055).

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários