São Paulo anuncia novas medidas restritivas para conter Covid-19
Arquivo/ Prefeitura de Santos
São Paulo anuncia novas medidas restritivas para conter Covid-19

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou na quinta-feira (11) a nova classificação do Plano São Paulo para conter a pandemia de Covid-19 . A fase, que é ainda mais rígida que a vermelha, foi motivada pelo iminente colapso no sistema de saúde do estado e o aumento de internações e mortes causadas pela doença. As  novas restrições alteram o funcionamento do comércio, transporte, educação e serviços.

Praias e serviços públicos

Com as novas medidas, o governo anunciou a proibição de público e comércio nas orlas e areias das praias do litoral, que contarão com fiscalização. Além disso, parques estaduais e municipais devem se manter fechados durante as novas regras .

O governo ainda ampliou o toque de restrições, agora chamado de toque de recolher, para o período entre as 20h e 5h. Nesse espaço de tempo, a circulação em vias públicas será proibida, exceto no caso de trabalhadores que precisem se deslocar para o ambiente de trabalho ou para casa.

Educação

Na área da educação, o governo  antecipará recessos para abril e outubro para que a quantidade de atividades escolares sejam reduzidas. Unidades de ensino particular e municipal podem funcionar com 35% da capacidade total, embora o secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, tenha recomendado o ensino à distância.

Você viu?

Serviços de entrega

Os serviços de delivery continuam permitidos durante 24 horas em todo o estado. A retirada de alimentos, bebidas e outros produtos diretamente no estabelecimento (take away), porém, não está mais permitido pelo cliente, sendo permitida apenas a modalidade de drive-thru. Ou seja: apenas entregadores poderão realizar as retiradas.

Transporte

O governo anunciou o escalonamento de horários para evitar aglomerações no transporte público e consequentemente maior taxa de contaminação pela doença. No intervalo das 5h às 7h, fica recomendada a entrada de trabalhadores da indústria, das 7h às 9h, profissionais de serviços e das 9h às 11h, trabalhadores do comércio.

Atividades religiosas

As atividades religiosas de qualquer natureza realizadas em grupo, como missas, cultos, batizados e casamento estão suspensas no período de 15 a 30 de março.

Serviços não-essenciais

A determinação também orienta que trabalhadores de setores administrativos, repartições públicas e escritórios realizem suas atividades de maneira remota ou seja, sem sair de casa. "Até o dia 15 de março os patrões devem se organizar e possibilitar o trabalho sem sair de casa", reforçou o governador. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários