null
Reprodução: iG Minas Gerais
undefined


Nesta quarta-feira (10), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) disse  durante um discurso que o ministério da Ciência e da Tecnologia , sob a liderança de Marcos Pontes , está em busca de desenvolver uma vacina brasileira e um remédio eficaz contra a Covid-19. Ele também afirmou que o ministro da Comunicação, Fábio Faria (PSD - RN), será responsável pela venda de vacinas para os países vizinhos

De acordo com o presidente, o ministério da Ciência e da Tecnologia está buscando desenvolver uma vacina brasileira e, para isso, o ministro Marcos Pontes e outros membros da pasta e do ministério da saúde foram à Israel buscar parcerias

Leia também

Bolsonaro afirmou que o país é um dos poucos com capacidade de produção massiva de vacinas e, por isso, logo se articulará para vender os imunizantes para os vizinhos da América do Sul.

Você viu?

“Só podemos ter a certeza da erradicação se os nossos vizinhos também estiverem vacinados”, disse.

O presidente também afirma que seu governo foi um exemplo para o mundo no combate à pandemia desde o início da crise sanitária, a começar pelo “resgate de brasileiros em Wuhan”.


Combate a pandemia


Bolsonaro afirmou que o governo não se omitiu na compra de vacinas e ressaltou que o primeiro acordo de compra de imunizantes foi feito em junho de 2020, com as AstraZeneca. Ele também enumera o número de vacinados no país, 10 milhões - maior do que a população de Israel, ele diz - e os gastos para compra dos insumos de produção de vacinas, R$ 20 bilhões desde agosto de 2020. 

“O governo está fazendo a sua parte”, frisa.

O presidente também celebrou a união entre o Congresso Nacional e a presidência na aprovação do auxílio emergencial de 2020, que, de acordo com ele, é o maior do mundo. “Não desamparados o povo brasileiro. Não se tem notícia de um programa social de tamanha envergadura”, disse. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários