Petrobrás registrou lucro maior que o esperado no último trimestre do ano passado
Alexandre Cassiano/Agência O Globo
Petrobrás registrou lucro maior que o esperado no último trimestre do ano passado

A Petrobras registrou lucro de R $ 59.890 bilhões no quarto trimestre do ano passado, informou a companhia em balanço financeiro divulgado há pouco, revertendo o prejuízo de R $ 22.057 bilhões do mesmo período do ano anterior. Em 2020, a estatal registrou lucro de R $ 7,1 bilhões, expectativa à expectativa de prejuízo esperado pelos especialistas.

É o último resultado da empresa sob a direção de Roberto Castello Branco, que será substituído em março após interferência do presidente Jair Bolsonaro.

Dividendos de R $ 10,3 bilhões

Em nota, a estatal disse que o Conselho de Administração aprovou a atribuição aos acionistas sob a forma de dividendos no valor de R $ 10,3 bilhões, "equivalente a R $ 0,787446 por ação ordinária e preferencial em circulação, com base no resultado anual de 2020 ".

Esse valor é equivalente a 5% do capital social, aplicado tanto às ações preferenciais quanto ordinárias. Fazer

valor a ser pago, R $ 5,7 bilhões são referentes à destinação do resultado do exercício de 2020 e R $ 4,6 bilhões são oriundos da conta de reserva de retenção de lucros, explicada a empresa.

Você viu?

A Petrobras informou que "o dividendo proposto, superior ao mínimo obrigatório, foi possibilitado pela forte geração de caixaada pela companhia em 2020 e está alinhado ao compromisso de geração de valor para os acionistas", disse a estatal.

O foi divulgado no início da noite de balanço desta quarta-feira, após o fechamento do mercado, em meio ao turbilhão provocado pelo anúncio abrupto da troca de comando da estatal.

Antes da divulgação, a média das opiniões dos analistas previa um lucro da petrolífera de R $ 4,8 bilhões nos últimos três meses de 2020, com receita de R $ 73,9 bilhões.

No mercado, a expectativa era de que os números da empresa reflietissem a retomada da economia no final do ano passado, embora efeitos da pandemia ainda devam estar refletidos no balanço. No ano, a estimativa era de um prejuízo superior a R $ 40 bilhões.

O resultado anual foi influenciado, sobretudo, pela baixa contábil de R $ 65,3 bilhões no primeiro trimestre de 2020, por conta da queda no valor do petróleo devido ao início da pandemia do coronavírus.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários