Brasil Econômico

Associação Comercial de São Paulo cria o Portal do MEI
iStock
Associação Comercial de São Paulo cria o Portal do MEI

Associação Comercial de São Paulo (ACSP) criou uma ferramenta digital para seus associados que quiserem sair da informalidade  para se tornar Microempreendedor Individual ( MEI ). A plataforma Portal do Mei  ( www.portaldomei.com.br ) foi lançada na última semana para atender às necessidades de empreendedores formalizados ou que buscam regularizar suas empresas.

Para os empreendedores ainda não formalizados, o Portal do MEI os ajudará a sair da informalidade de forma simples e rápida . Além disso, esses novos MEIs serão incluídos na maior comunidade de empreendedores da cidade, a ACSP. Os novos associados ingressarão em uma grande rede de relacionamento e networking capaz de abrir portas e gerar oportunidades de novos negócios. 

Por meio de um breve cadastro, a plataforma permite o agendamento de uma consultoria com a equipe da ACSP para os empreendedores informais poderem abrir sua MEI, além de poder contar com todas as demais orientações necessárias.

Você viu?

Os interessados devem escolher um dos 16 postos de atendimento disponíveis na capital para receber a assessoria de um profissional capacitado. Após o atendimento que dura em média uma hora, o beneficiado já sairá com o seu Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica ( CNPJ ) formalizado. No momento da visita será necessário apresentar:

  • a carteira de identidade;
  • CPF;
  • título de eleitor;
  • e número de recibo do Imposto de Renda Pessoa Física (IRPF).

O consultor da ACSP vai tirar todas as dúvidas das pessoas que quiserem empreender, além de disponibilizar telefone e e-mail para consultas sempre que necessário.

No total, o MEI conta com 466 atividades ativas no município de São Paulo. Dos cerca de dez milhões de microempreendedores individuais no mercado em 2020 no Brasil, 746 mil exercem suas atividades na capital paulista, segundo dados do Portal do Empreendedor do Governo Federal. Esses altos números do ano passado justificam-se por ser uma época marcada pelo início da crise da pandemia , na qual registrou-se altos índices de desemprego no País. Com pouca oferta de emprego no mercado, empreender foi o caminho escolhido por muitas pessoas.

Ao optar pelo MEI, o profissional garante benefícios tcomo:

  • auxílio maternidade;
  • afastamento remunerado por problemas de saúde;
  • aposentadoria pelo INSS.

As pessoas que não são sócias da ACSP e quiserem se formalizar para se tornar um MEI podem se tornar associadas por valores a partir de R$ 59,90 por ano. Além de receber todo apoio da entidade na hora de empreender, o sócio conta com diversos serviços, como acesso à plataforma de crédito Accredito, ao portal de vendas online Vitrine ACSP, consulta e análise de crédito do consumidor, planos de telefonia móvel, descontos para certificação digital, entre outros serviços. “Nós estamos aqui para apoiar e incentivar o empreendedorismo e o associativismo para quem mais precisa: o microempreendedor individual”, diz Renan Luiz Silva, responsável pelo portal do MEI.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários