Procura por imóveis provocou congestionamento em sites de imobiliárias de Serrana, no interior paulista
Reprodução
Procura por imóveis provocou congestionamento em sites de imobiliárias de Serrana, no interior paulista

A recepcionista Marcela Amaral ficou assustada quando chegou na imobiliária  onde trabalha, na cidade de Serrana-SP (300 km de capital paulista), na última segunda-feira (09). Eram oito horas da manhã, quando os telefones começaram a tocar sem parar.

Ligações de São Paulo , Curitiba e Florianópolis . Do outro lado da linha, pessoas interessadas em casas na cidade. O aumento da procura provocou congestionamento nas linhas telefônicas.

O 'boom' de procuras por imóveis na cidade se deve ao anúncio feito no último domingo (07) pelo Instituto Butantan , que Serrana foi escolhida para realizar testes de imunização em massa a partir da próxima quarta-feira (17) . Apenas moradores cadastrados no censo do IBGE e na pesquisa feita pelo governo do estado poderão tomar o imunizante. Aqueles que não participaram dos levantamentos, têm até domingo (14) para realizar o cadastro na fila de vacinação .

“Na segunda-feira nós ficamos o dia inteiro atendendo telefones. Precisamos fechar as portas da imobiliária para poder dar conta da demanda”, conta a recepcionista Marcela Amaral.

Situação semelhante na corretora do empresário Manoel de Oliveira. O site da imobiliária ficou fora do ar no começo da semana. E várias ligações de estados do nordeste começaram a ser atendidas pelos funcionários.

“Pessoas do Ceará, Bahia e de outros estados começaram a procurar as casas e nem perguntavam os preços. Tinha gente que se prontificou a comprar o imóvel sem ver, só queria ter a casa aqui na cidade”, afirma.  

“Em média nós recebemos umas 15 ligações por dia. Na segunda, foram atendidas 75 ligações, fora as mensagens pelas redes sociais”, completa Oliveira.

Primeiro do mundo

A expectativa do governo de São Paulo é que 30 mil pessoas sejam imunizadas em até dois meses. A cidade, que fica na região metropolitana de Ribeirão Preto , deve ser o primeiro município do mundo totalmente imunizado.

Você viu?

Após descobrir o interesse por trás da procura dos imóveis, a imobiliária onde Marcela trabalha resolveu recuar e explicar que não conseguirá disponibilizar os imóveis. De acordo com a recepcionista, houve casos em que tentaram oferecer dinheiro para conseguir preferência no aluguel.

“Teve uma pessoa que conseguiu me mandar a documentação, mas o aluguel não foi para frente. Outra pessoa que procurou a casa aqui disse que não importava como a casa estava porque ficaria apenas três meses. Para isso, ela chegou a insinuar que me daria dinheiro para ajudá-la”, lembra.

“No começo não sabíamos o que estava acontecendo. Quando tomamos ciência da campanha, recuamos e notificamos os interessados de que não seria possível”, completa.

Quando não era possível alugar, os interessados logo partiam para a tentativa de compra. Manoel de Oliveira afirma que algumas pessoas chegaram a oferecer o valor à vista para conseguir um imóvel.

“Eu tenho 30 anos no ramo imobiliário e nunca vi querer comprar um imóvel com tanta agilidade. Tinha pessoas que quando não tinha como alugar, falavam: ‘quero comprar, pago à vista. Quanto quer?’. Isso me surpreendeu”, conta.

Serrana possui 45 mil habitantes, no entanto, apenas os maiores de 18 anos serão imunizados
Divulgação
Serrana possui 45 mil habitantes, no entanto, apenas os maiores de 18 anos serão imunizados

Tentativas serão em vão

Alugar um imóvel em Serrana nesta semana não fará com que o interessado entre na lista da Secretaria da Saúde para a vacinação. A prefeitura de Serrana informou que há uma lista com o nome dos moradores beneficiados.

“Houve uma pesquisa de domicílios feitos pelo Butantan e pelo Hospital Estadual de Serrana que cadastrou os moradores da cidade. Não vai adiantar uma pessoa de fora vir só para entrar na fila”, disse o prefeito, Léo Capitelli (MDB).

A campanha do Instituto Butantan tem objetivo de iniciar os estudos para imunização em massa no estado. De acordo com diretor do instituto, Dimas Covas, Serrana foi escolhida por ser próxima de um polo de saúde importante, como Ribeirão Preto, onde poderá contar o apoio do Hospital das Clínicas para a realização da pesquisa.

Até o começo da segunda quinzena de abril, o Butantan pretende vacinar 30 mil dos 45 mil moradores do município. Somente maiores de 18 anos poderão participar da imunização.  

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários