Brasil Econômico

No lugar do imunizante os falsificadores vendiam água salgada
Alex Pazuello/Semcom
No lugar do imunizante os falsificadores vendiam água salgada


A polícia chinesa prendeu mais de 80 suspeitos de falsificar vacinas e apreendeu aproximadamente três mil doses do falso imunizante . Os criminosos lucravam com a produção ilegal desde setembro de 2020. 

A vacina era vendida em Pequim e outras duas províncias, Jiangsu e Shandong, no leste da China , de acordo com a agência de notícias Xinhua. De acordo com o Jornal Global Times , os falsificadores pretendiam vendê-la internacionalmente. 

"Todas as vacinas foram rastreadas, a atividade se espalhou por diversas cidades chinesas e até a África", acrescentou a agência. 

De acordo com a reportagem, os suspeitos produziam vacinas a base de água e sal, e vendiam a preços altos. "A salmoura injetada não tem potencial de causar nenhum efeito colateral, ou seja, os suspeitos queriam apenas lucrar, não machucar as pessoas", disse Tao Lina, especialista em vacinas, ao jornal.

Você viu?

O governo chinês iniciou a campanha de vacinação em massa no país no dia 3 de janeiro, com a formação de filas com milhares de pessoas para receber a dose da vacina, em Pequim. O objetivo das autoridades é imunizar o máximo de pessoas possível antes do Ano Novo chinês, no dia 12 de fevereiro.





    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários