Brasil Econômico

A Huawei é uma das big-techs que disputa a venda da tecnologia de 5G no Brasil
Reprodução
A Huawei é uma das big-techs que disputa a venda da tecnologia de 5G no Brasil


Empresas como a Huawei e quaisquer outras poderão participar das políticas de tecnologia 5G no Brasil. De acordo com a CNN Brasil, o Governo brasileiro decidiu por não limitar as ações de empresas chinesas em nenhum aspecto da negociação, ao contrário do que vinham dizendo membros da família presidencial . A portaria oficial será divulgada nesta sexta-feira (29) pelo Diário Oficial da União.

A portaria apresentará uma série de contrapartidas que serão exigidas pelo governo brasileiro às operadoras que vencerem o leilão . A principal é a que prevê a criação de uma rede privativa de segurança para a administração pública federal.

Qualquer empresa poderá fornecer os serviços desde que haja compromissos de transparência e governança, como já ocorre com as companhias listadas na bolsa de valores brasileira. Também serão exigidas algumas medidas para a melhora da conectividade na Região Norte, como a instalação de 13 mil quilômetros de fibra óptica.

Você viu?

Além disso, a medida prevê que seja levada a rede 4G a todas as localidades do país com mais de 600 habitantes, além da cobertura móvel em 48 mil km de rodovias federais, com prioridade para as BRs 163, 364, 242, 135, 101 e 116. 

As operadoras também serão obrigadas a oferecerem seu roaming em áreas dominadas pelas concorrentes. A Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) irá regulamentar essas medidas e marcar o leilão, que deve ocorrer ainda no primeiro semestre.

A decisão é um aceno do Palácio do Planalto às reivindicações da China no momento em que o país está tomando mudanças em duas condutas diplomáticas. A China, além de ser a pioneira na nova tecnologia de internet , é a responsável pelo envio dos  insumos necessários para a fabricação de vacinas no Brasil.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários