Beneficiários do Bolsa Família voltam a receber valor normal nesta segunda-feira (18), já sem o auxílio emergencial
Gabriel de Paiva/Agência O Globo
Beneficiários do Bolsa Família voltam a receber valor normal nesta segunda-feira (18), já sem o auxílio emergencial

Começa na segunda-feira (18) o  calendário de pagamentos do Bolsa Família — para os beneficiários com Número de Identificação Social (NIS) de final 1 — já sem o auxílio emergencial . Como o benefício concedido por conta da pandemia do coronavírus não foi prorrogado de novo pelo governo federal, os titulares agora voltam a receber o valor originalmente do programa social. Na média, o benefício é de R$ 192, bem abaixo inclusive do auxílio emergencial extensão, de R$ 300.

Os depósitos do Bolsa Família costumam ser feitos nos últimos dez dias úteis de cada mês e, em janeiro, o pagamento vai até o dia 29 (para os que têm NIS de final 0).

Veja o calendário de pagamentos de janeiro

​​O dia do crédito é definido a partir do último número do NIS . Somente a partir desse dia é possível sacar o benefício, porque antes disso não estará disponível.

Janeiro:

  • NIS de final 1 - dia 18;
  • NIS de final 2 - dia 19;
  • NIS de final 3 - dia 20;
  • NIS de final 4 - dia 21;
  • NIS de final 5 - dia 22;
  • NIS de final 6 - dia 25;
  • NIS de final 7 - dia 26;
  • NIS de final 8 - dia 27;
  • NIS de final 9 - dia 28; e
  • NIS de final 0 - dia 29.

O que é o Bolsa Família e quem recebe?

O programa de transferência direta de renda é direcionado às famílias brasileiras em situação de pobreza e de extrema pobreza, com o objetivo de amenizar a situação de vulnerabilidade. A origem dos recursos é da União, por intermédio do Ministério da Cidadania.

Você viu?

Famílias em situação de  extrema pobreza  recebem R$ 89, mas o benefício pode variar caso os núcleos tenham em sua composição gestantes, mães que amamentam, crianças e adolescentes de 0 a 15 anos. Nesse caso, o valor de cada benefício é de R$ 41, sendo permitido acumular até cinco benefícios por mês. Dessa forma, o crédito pode chegar a R$ 205.

Já as famílias com adolescentes de 16 e 17 anos podem acumular até dois benefícios de R$ 48, ou seja, R$ 96.

Abertura de contas sociais digitais

No fim do ano passado, a Caixa Econômica Federal começou a migrar os pagamentos do Bolsa Família para a poupança social digital. Dessa forma, os beneficiários podem, agora, ter acesso aos recursos por meio do aplicativo  Caixa Tem .

A vantagem, de acordo com a instituição financeira, é poder quitar boletos e contas de água, luz e gás; fazer compras com cartão de débito virtual gerado pela internet e com QR Code; e realizar transferências para outras contas bancárias.

Os beneficiários com NIS de finais 9 e 0 começaram a receber por conta digital em dezembro. Neste mês de janeiro, o pagamento pela Caixa Tem será feito aos inscritos com NIS de finais 6, 7 e 8.

Em fevereiro, será a vez dos que têm NIS de finais 3, 4 e 5. Em março, as contas serão abertas para os beneficiários com NIS de finais 1, 2 e indígenas, quilombolas, ribeirinhos, extrativistas, pescadores artesanais, comunidades tradicionais, agricultores familiares, assentados, acampados e pessoas em situação de rua.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários