Brasil Econômico

Governo de SP regride 8 regiões para fase mais restritiva do Plano SP
Reprodução
Governo de SP regride 8 regiões para fase mais restritiva do Plano SP

O governo de São Paulo anunciou, nesta sexta-feira (15), durante coletiva de imprensa, que vai regredir 8 regiões do estado para uma fase mais restritiva do Plano São Paulo, de flexibilização econômica por conta da pandemia de Covid-19. A justificativa foi o aumento recente no número de casos e internações no estado.

As mudanças passam a valer já a partir de segunda-feira (18). "As medidas são para evitar a superlotação nos hospitais e unidades de terapia intensiva e a falta de atendimento médico necessário", afirmou o governador João Doria (PSDB).

As regiões de Araçatuba, Bauru, Piracicaba, Franca, Ribeirão Preto, São José do Rio Preto e Taubaté saíram da fase amarela e foram para a fase laranja do plano de reclassificação. Já Marília deixou a fase laranja e regrediu para a fase vermelha.  O rebaixamento acontece porque os leitos de UTI na região estão com 83% da capacidade ocupados.

Você viu?

A região da  Grande São Paulo segue na fase amarela do plano de reclassificação, apesar do aumento no número de internações na capital paulista.

Plano SP
Governo de SP
Plano SP

Na última sexta-feira (8), quando foi anunciada a primeira atualização do Plano SP em 2021, o governo havia dito que novas orientações seriam anunciadas apenas no dia 5 de fevereiro. Porém, por conta da alta nos números da pandemia no estado, o governo decidiu adiantar a reclassificação.

"A reclassificação foi adiantada por razões substantivas. É uma medida preventiva e necessária para proteger vidas dos brasileiros em São Paulo", afirmou João Doria.

Números no estado 

Nesta última quinta-feira (14), o estado ultrapassou a marca de 49 mil mortes causadas pela Covid-19 desde o início da pandemia, em meio a uma nova alta de casos, óbitos e internações pela doença.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários