Brasil Econômico

Ford
Divulgação
Empresa norte-americana anunciou o fechamento de três unidades e a demissão de 5 mil funcionários

O presidente da Câmara dos Deputados , Rodrigo Maia (DEM-RJ) , afirmou que a falta de credibilidade do Governo Federal causou o fechamento de unidades de produção da Ford no Brasil. A montadora norte-americana anunciou nesta segunda-feira (11), o encerramento das operações  de três fábricas no país e a demissão de 5 mil funcionários .

Nas redes sociais, Maia disse ser necessário realizar mudanças nas políticas internas para atrair capital estrangeiro no Brasil.

“O fechamento da Ford é uma demonstração da falta de credibilidade do governo brasileiro, de regras claras, de segurança jurídica e de um sistema tributário racional”, escreveu Maia.

“O sistema que temos se tornou um manicômio nos últimos anos, que tem impacto direto na produtividade das empresas”, concluiu.

A fabricação de veículos da Ford será encerrada até dezembro de 2021. Os veículos da montadora serão importados de países latino-americanos, dentre eles, Argentina e México. A empresa fechou, em 2019, a fábrica em São Bernardo do Campo (SP) .

Até o fechamento desta reportagem, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não havia se pronunciado sobre o assunto e nem comentou a acusação de Rodrigo Maia. 

Em nota, o Ministério da Economia lamentou a decisão estratégica da Ford e afirmou que a medida "destoa da forte recuperação observada na maioria dos setores da indústria no país".

"O ministério trabalha intensamente na redução do Custo Brasil com iniciativas que já promoveram avanços importantes", diz a nota. 

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários