Dólar
Divulgação
Otimismo internacional provoca alta do dólar e recorde do Ibovespa nesta sexta-feira

A Bolsa renovou pontuação recorde pelo segundo dia consecutivo e fechou aos 125 mil pontos nesta sexta-feira, seguindo o otimismo no mercado internacional e a expectativa em torno do início da vacinação no Brasil.

O presidente eleito dos EUA, Joe Biden , disse nesta tarde que vai apresentar um pacote de estímulo à economia na próxima semana, o que animou os investidores na reta final da sessão.

As bolsas americanas, que estavam no vermelho, passaram a operar no azul após a fala do presidente eleito.

Com fôlego extra, o Ibovespa subiu 2,20%, somando 125.076 pontos. Na máxima, chegou a bater em 125.323 pontos.

Na quinta-feira, a Bolsa já havia fechado em patamar recorde, na casa dos 122 mil pontos.

Na semana, o índice se valorizou 5,09% .

"O mercado brasileiro está atrelado ao mercado americano. O anúncio do pacote econômico pelo presidente eleito Biden, que confirma uma política mais expansionista, mexeu positivamente com mercado", disse Gustavo Bertotti, economista-chefe da Messem Investimentos.

Segundo o analista Rafael Ribeiro, da Clear Corretora, foi a nona alta semanal do Ibovespa nas últimas dez semanas.

Esse movimento está ligado ao fluxo de compra de ações de empresas brasileiras e a tendência de alta que está dominando o mercado de ações neste começo de 2021.

- Um bom exemplo de que o fluxo segue forte para a B3 é o resultado até o último dia 6 dos investidores estrangeiros. O saldo líquido está positivo em R$ 3,84 bilhões neste começo de ano - disse Ribeiro.

Já o dólar comercial novamente fechou em alta com ganho de 0,24%, negociado a R$ 5,41 .

Na máxima, subiu até R$ 5,44 e, na mínima, desceu a R$ 5,32. Na semana, a moeda americana se valorizou 4,32%.

As preocupações fiscais com o país continuam no radar dos investidores.

A falta de definição sobre o novo presidente da Câmara e Senado acaba gerando essa pressão sobre o dólar, diz Fabrizio Velloni, economista-chefe da Frente Corretora.

Otimismo no exterior

O otimismo nas Bolsas continuou com a confirmação da vitória do democrata Joe Biden e o anúncio de um pacote de ajuda para reativar a economia americana, na próxima semana. Ele toma posse dia 20 de janeiro. Nem a invasão ao Capitólio, nesta semana, tirou o ímpeto comprador do mercado.

Biden disse nesta sexta que o pacote econômico vai girar em torno de “trilhões de dólares” e terá medidas para ajudar pessoas desempregadas e que estão em dificuldades para pagar aluguéis em meio à pandemia de covid-19.

Dados mais fracos do mercado de trabalho americano, divulgados nesta sexta, tambem não afetaram o humor dos investidores.

Os números do Dados governo dos Estados Unidos mostraram que houve fechamento de 140 mil vagas no país.

Mas isso foi interpretado pelos analistas como mais um sinal de que os gastos públicos terão que aumentar para acelerar a retomada da economia.

"A batalha contra a pandemia está pressionando a economia real novamente. O mercado de trabalho está indicando que ainda falta um longo caminho para a recuperação econômica", disse à CNN Charlie Ripley, estrategista sênior de investimentos da Allianz Investment Management.

Com a fala de Biden sobre o pacote de estímulo, as bolsas americanas passaram para o campo positivo e fecharam no azul: o Dow Jones subiu 0,18%; o S&P500 avançou 0,55% e o Nasdaq teve ganho de 1,03%.

Vacinas a caminho

Por aqui, o Butantan  e a Fiocruz  pediram à Anvisa o uso emergencial de vacinas, o que sinaliza que o início da imunização no país está mais próximo.

Na véspera, o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello , assinou o contrato para compra de 46 milhões de doses do Instituto Butantan e disse que a compra poderia chegar a 100 milhões de unidades.

"Foi uma semana positiva para as Bolsas com a confirmação de Biden na presidência pelo Congresso americano; redução da produção de petróleo pela Arábia Saudita, eficiência comprovada de novas vacinas e comprovação da eficácia contra as variantes do vírus. Tudo isso levou o Ibovespa a um patamar recorde", disse Bertotti.

Realização de lucros

Investidores realizaram lucro com ações de empresas exportadoras de commodities, que subiram muito nos últimos dias.

As ações ordinárias da Vale perderam 0,31%, enquanto as preferenciais da Usiminas e da Gerdau perderam 0,48% e 0,64%, respectivamente.

As ações de bancos, que também subiram bastante nos últimos pregões, devolveram os ganhos: Brasdesco PN caiu 1,15% e Itaú PN recuou 0,18%.

Os papéis preferenciais da Patrobras fecharam no campo positivo, com ganho de 0,58%. As ações ON da petrolífera recuaram 0,09%.

- A alta do Ibovespa nesta sexta foi sustentada pelas ações de energia e varejo - analisa Gustavo Bertotti, da Messem investimentos.

As ações ON da B2W subiram 7,3% e os papéis preferenciais da Cemig avançaram 6,87%. Ambos ficaram entre as maiores altas da Bolsa.

A Hapvida e o Grupo NotreDame Intermédica (GNDI) divulgaram ao mercado comunicados confirmando as negociações para uma combinação de negócios entre as duas companhias.

As ações da Hapvida chegaram a subir 30% com o anúncio e fecharam com ganho de 17,15%, segunda maior alta da bolsa. As ações da NotreDame avançaram 26,52%, a maior valorização do pregão

Europa em alta

Na Europa , a Bolsa de Frankfurt  fechou em alta de 0,58% a de Paris avançou 0,65%. Depois de operar em baixa, Londres recuperou terreno e subiu 0,24%. Nos últimos dias, o mercado britânico tem operado no vermelho, refletindo a alta nos casos de Covid-19 e as medidas mais duras de isolamento social.

Na Ásia , Tóquio encerrou o pregão com valorização de 2,36%, e Hong Kong com alta de 1,20%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários