Brasil Econômico

Funcionário terceirizado da Vale morreu soterrado nesta sexta-feira
Corpo de Bombeiros Divulgação
Funcionário terceirizado da Vale morreu soterrado nesta sexta-feira

Um homem morreu soterrado, nesta sexta-feira (18), enquanto trabalhava na Mina Córrego do Feijão, em Brumadinho, Região Metropolitana de Belo Horizonte. Júlio César de Oliveira Cordeiro tinha 34 anos e era prestador de serviço da empresa contratada Vale Verde.

O trabalhador estava em uma escavadeira e realizava atividades de manutenção quando foi atingido por um deslizamento de terra de talude da cava paralisada.

O soterramento ocorreu em uma área de descarte, próximo à cava principal da mina, e não em uma área de buscas pelas vítimas do rompimento da barragem B1 em 25 de janeiro de 2019, que matou 259 pessoas e deixou outras 11 desaparecidas.

Em nota interna enviada aos funcionários, a Vale disse se solidarizar com os familiares e colegas de trabalho. 

"Juntamente com a empresa contratada, daremos apoio aos familiares do Júlio César e estamos apoiando as autoridades no atendimento ao caso e na apuração das causas do acidente. As atividades de manutenção no local serão suspensas para novos estudos e avaliações das condições de segurança", diz o comunicado.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários