Agência Brasil

Dólar
Agência Brasil
Moeda norte-americana atingiu R$ 5,06 durante o pregão, mas aumento de casos de Covid-19 preocupou investidores

Num dia de altos e baixos no mercado financeiro, o dólar encerrou em leve alta depois de encostar em R$ 5,06. A bolsa chegou a subir 0,7%, mas quase zerou os ganhos e fechou a sessão próxima da estabilidade.

O dólar comercial encerrou esta terça-feira (8) vendido a R$ 5,129, com alta de R$ 0,008 (+0,17%). Por volta das 13h, a cotação chegou a R$ 5,066, mas a divisa inverteu o movimento e passou a registrar valorização na última hora de negociação.

No mercado de ações, o índice Ibovespa , da B3, fechou o dia aos 113.793 pontos, com alta de 0,18% . O indicador operou com ganhos durante toda a manhã, mas caiu durante a tarde até se recuperar nos minutos finais da sessão.

Apesar do início da vacinação contra a covid-19 no Reino Unido, os investidores internacionais tiveram um dia de hesitação, mediante o aumento de casos da doença nos Estados Unidos e em diversos países da Europa. Um movimento de realização de lucros, quando os aplicadores vendem ações para embolsarem ganhos recentes, dominou o mercado ao longo da tarde.

Somente perto do fim do dia, o otimismo voltou ao mercado externo, depois que a companhia Johnson & Johnson anunciou que poderia publicar, em janeiro, resultados de testes em estágio final de uma vacina de dose única contra a covid-19. Os testes seriam concluídos antes do prazo inicialmente previsto.

Impulsionadas pelo avanço nas pesquisas da vacina, os índices norte-americanos fecharam em alta. O índice Dow Jones (das empresas industriais) subiu 0,38%, o S&P 500 (das 500 maiores empresas) valorizou-se 0,29%, e o Nasdaq (das empresas de tecnologia) teve alta de 0,49%.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários