Brasil Econômico

São Paulo
Agência Brasil/Rovena Rosa
Estado de São Paulo aumenta restrições contra a Covid-19

O governo de São Paulo anunciou, na tarde desta segunda-feira (30), a mudança de fase de todo o estado no plano São Paulo, que ingressa agora na fase amarela. "Essa medida, quero deixar claro, não fecha comércio, nem bares, nem restaurantes", disse o governador João Doria (PSDB).

O anúncio da mudança de fase ocorre apenas um dia após a reeleição do prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB). Segundo o governador, porém, a escolha segue o cronograma sugerido pelo centro de contingência e não possui qualquer relação com as eleições.

O governador ainda destaca que a mudança não interfere no cronograma de volta às aulas e as escolas não serão fechadas. "A fase não fecha nas atividades econômicas, mas reforça medidas para evitar aglomerações e o aumento do contágio da Covid-19", reforçou Doria.

A ocupação máxima permitida em estabelecimentos comerciais passa de 60% para 40%. Ja o horário de funcionamento será limitado a dez horas diárias. O consumo em bares e restaurantes segue sendo permitido até as 22h. Além disso, eventos com público em pé voltam a ser proibidos em todo o estado.

O centro de contingência da Covid-19 ainda optou por diminuir o tempo de análise de dados de 28 em 28 dias para o intervalo de 7 dias. Assim, a nova classificação do plano São Paulo deve ocorrer no dia 4 de janeiro.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários