Brasil Econômico

aplicativo nubank
Divulgação
Nubank anuncia R$ 20 milhões em medidas contra o racismo após polêmica envolvendo contratação de negros

O Nubank anunciou que fará um investimento de R$ 20 milhões e uma série de iniciativas de combate ao racismo estrutural, dentro e fora da empresa, em carta que dá início à prometida "agenda de reparação histórica" do banco digital após polêmica envolvendo Cristina Junqueira, uma das fundadoras da instituição, em declarações feitas por ela no programa Roda Viva, da TV Cultura, em 19 de outubro .

Desde que se viu como alvo da polêmica motivada por uma declaração apontada como racista, o Nubank diz que passou a dialogar com ativistas e instituições que trabalham combatendo o racismo para pensar em formas de promover a inclusão racial, dentro e fora do banco digital.

A carta, divulgada nesta quinta-feira (12), é assinada peloss fundadores do Nubank: Cristina Junqueira , principal alvo da polêmica, e também David Vélez e Edward Wible. O texto detalha os temas discutidos internamente e em parceria com o Instituto Identidades do Brasil após a polêmica envolvendo a fundadora da instituição.

No centro do Roda Viva , Cristina Junqueira afirmou ter dificuldade para contratar pessoas negras por conta do alto nível de exigência do banco. Após a repercussão negativa, ela se desculpou e prometeu a "agenda de reparação histórica" , iniciada com a carta desta quinta.

Dentre as iniciativas anunciadas pelo Nubank, está a criação do centro "NuLab", em Salvador, focado em engenharia, design e experiência de cliente, e também a criação de um fundo de capital para investir em startups brasileiras fundadas ou lideradas por pessoas negras .

O banco também promete a completa revisão das práticas de Recursos Humanos (RH), desde seleção recrutamento, até avaliação de performance. O objetivo, segundo o Nubank, é "eliminar vieses e barreiras que contribuam para a sub-representação de negros e negras" e ampliar sua equipe de diversidade, que passa a ter doze pessoas voltadas a atrair, selecionar e desenvolver grupos sub representados, como a populaação negra.

A empresa se compete ainda a oferecer treinamento sobre diversidade e inclusão  para todos os níveis hierárquicos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários