industria
Christiano Diehl Neto/Agência O Globo
Produção industrial avança 2.6% em setembro e recupera perdas da pandemia

A produção industrial brasileira cresceu em setembro, na comparação com agosto, e eliminou perdas da pandemia, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). É a quinta alta mensal seguida. Segundo o instituto, as perdas de 27,1% acumuladas entre março e abril, quando o setor registrou o patamar mais baixo devido ao distanciamento social adotado para controle da pandemia, foram zeradas.

"Com o resultado de setembro, em conjunto com os avanços dos quatro meses anteriores, a produção industrial superou em 0,2% o patamar pré-pandemia, em fevereiro. Passados os meses de março e abril e com a flexibilização das medidas de distanciamento social, o setor industrial foi recuperando, mês a mês, aquele patamar", diz o gerente da pesquisa, André Macedo.

No acumulado do ano, porém, a indústria registra queda de 7,2%. E, em 12 meses, a perda acumulada é de 5,5%. Na comparação com setembro de 2019, o setor cresceu%, interrompendo dez meses de resultados negativos seguidos nessa comparação.

A reação do consumo no pós-pandemia tem ajudado na recuperação da indústria, mas o setor enfrenta gargalos para responder a essa alta na demanda. Faltam insumos para alguns segmentos, levando algumas fábricas a atrasarem as encomendas.

Segundo pesquisa da Confederação Nacional da Indústria, 44% das empresas relataram ter deixado de atender clientes ou atrasado entregas em outubro.

O dólar alto também é um problema para o setor, pois pressiona o custo das matérias-primas, muita delas importadas.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários