Brasil Econômico

Paulo Guedes disse que talvez desista da criação do novo imposto, nos moldes da CPMF
Reprodução CNN
Paulo Guedes disse que talvez desista da criação do novo imposto, nos moldes da CPMF

Nesta quinta-feira (15), o ministro da Economia,  Paulo Guedes, disse à emissora CNN Brasil, em Brasília, que talvez desista do novo imposto digital sobre transações, que é tido por analistas como uma nova CPMF.

"Não existe aumento de imposto. Só entraria (um novo imposto) se fosse para desonerar (...)  Talvez eu desista ", disse Guedes.

O novo imposto sobre transações que o ministro proprõe seria para bancar o pacote econômico que ele defende – com a ampla desoneração nas folhas de pagamento das empresas e com a criação do Renda Brasil, um Bolsa Família mais robusto.

Guedes tem defendido que o imposto não aumentaria carga tributária por se tratar de uma troca. Ele seria aprovado, e outros seriam cortados. A discussão sobre a nova CPMF foi aceita pelo presidente Jair Bolsonaro por ter esse caráter.

No ano passado, o presidente tinha dito que o debate sobre uma nova CPMF estava "demonizado" e o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, é um forte opositor à criação do imposto.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários