Irmãos Efromovich
Reprodução/Facebook
Irmãos Efromovich, sócios da Avianca, estão em prisão preventiva domiciliar

Na manhã desta quarta-feira (19), a Polícia Federal prendeu os irmãos José e Germán Efromovich, sócios da  Avianca Holding e donos do Estaleiro Ilha Eisa. A prisão preventiva ocorre na 72ª fase da Operação Lava Jato e tem relação com a corrupção da Petrobras.

Os irmãos Efromovich estão em prisão domiliciar em São Paulo, decretada pela 13ª Vara Federal de Curitiba. A investigação da  Lava Jato apura suspeitas de corrupção e lavagem de dinheiro em compra e venda de navios em contratos firmados pela subsidiária da Petrobras, a Transpetro.

Apesar da Avianca não ser citada na investigação, os acionistas da empresa foram delatados por Sérgio Machado – ex-presidente da Transpetro – que afirma que houve pagamentos de propinas dos irmãos para obterem contratos de construção de navios com a estatal.

Uma apuração interna na Transpetro mostrou que houve um prejuízo de R$ 651 milhões com os contratos do Estaleiro Ilha, e por isso a Justiça Federal determinou  bloqueio de bens dos investigados.

A Polícia Federal cumpre mais seis mandados de busca e apreensão em endereços ligados aos executivos e ao grupo. 

O sócio da  Avianca, Germán Efromovich negou as fraudes na Transpetro após ser colocado em prisão domiciliar nesta quarta (19), assim como o irmão, José Efromovich. "Não devo nada, nunca dei dinheiro em troca de contrato para político nenhum. Nem pra executivo da Transpetro. Minhas contas são transparentes, podem olhar tudo. Nunca, nunca", afirmou Germán, em uma entrevista coletiva veiculada pelo canal CNN Brasil.

"Teve uma insinuação uma vez na revista Época, eu chamei a imprensa no RJ e mostrei até a delação premiada do Sérgio Machado e falei: 'Onde dei dinheiro pra executivo da Transpetro? De onde saiu dinheiro do estaleiro?' Conseguiram mostrar o tanto que conseguiram quebrar com esse contrato. Tem dois navios de R$ 1 bilhão parados, quase prontos, que a Transpetro não quis pagar as mudanças. Nós entramos com uma ação na Justiça", disse o empresário da Avianca.

    Veja Também

      Mostrar mais