golpe
Reprodução PSafe
Golpistas roubam dados do cartão de crédito, fingindo serem marcas com promoções

Em época de datas comemorativas é comum que o comércio faça promoções para estimular o consumo, mas é preciso cuidado para identificar quais ofertas são verdadeiras e quais são falsas, principalmente no ambiente virtual. O dfndr lab, laboratório de segurança digital da PSafe, detectou 137 perfis falsos no Facebook com supostas ofertas para o  Dia dos Pais, utilizando indevidamente nomes de grandes redes, como Americanas.com para golpe. Também foram descobertas falsas promoções que usavam o nome da Leroy Merlin, compartilhadas pelo WhatsApp. Até o momento, a estimativa é que mais de 157 mil pessoas tenham sido vítimas desses golpes.

O objetivo dos criminosos é roubar dados pessoais e  bancários das vítimas, segundo Emilio Simoni, diretor do dfndr lab.

— As páginas conectam ofertas atraentes a sites maliciosos com preços bem abaixo do praticado pelo mercado, para conquistar o maior número de interessados. Depois que a vítima clica para comprar, são solicitados dados de cartão de crédito. Quando a suposta compra é concluída, a vítima é redirecionada para um link oficial da loja, para que não desconfie de nada. Neste momento, os dados dos cartões e informações pessoais da vítima são enviados diretamente para os golpistas — explica.

Com os dados solicitados nesses sites maliciosos, os criminosos podem realizar transações financeiras indevidas e até se passar pelas vítimas para disseminar outros golpes.

— A clonagem de cartão de crédito é um dos crimes digitais mais comuns. No entanto, há a possibilidade de outros crimes ocorrerem, como o uso de dados pessoais para abertura de contas e assinatura de serviços pagos, além da possibilidade da realização de empréstimos e pagamentos não autorizados, e do roubo de identidade para aplicação de golpes — conclui Simoni.

Como identificar que a oferta é um golpe

1) Desconfie de ofertas enviadas pelo WhatsApp ou pelas redes sociais

O golpe envolvendo o nome da Leroy Merlin foi disseminado pelo WhatsApp e prometia uma churrasqueira à gás aos que se cadastrassem em um suposto link de promoção de Dia dos Pais.

Quem clica no link é direcionado a uma página falsa, que se passa pelo site verdadeiro da loja, e induz a vítima a responder a perguntas aleatórias, além de compartilhar o link malicioso com seus próprios contatos do WhatsApp. Na maioria das vezes, a pessoa que encaminha não sabe que se trata de um golpe. Por isso, não clique nas promoções, mesmo que tenham sido enviadas por parentes ou amigos.

2) Preste atenção às palavras usadas

Alguns dos termos mais utilizados por perfis falsos com promoções de Dia dos Pais são: desconto paizão, descontão Dia dos Pais, promoção paizão, promoção Dia dos Pais, superofertas pais e mês dos pais.

3) Compre sempre em sites confiáveis

Verifique se loja virtual tem CNPJ, endereço e telefone de contato. Além disso, lembre-se de que as páginas oficiais nas redes sociais, como Facebook, Instagram e Twitter, têm um selo de verificação.

4) Veja em um site de buscas se já foram publicadas reportagens sobre a oferta recebida pelas redes sociais

Na maior parte das vezes, já existem na internet informações sobre os golpes praticados nas redes sociais envolvendo falsas promoções. Confira em sites de notícias confiáveis se a oferta é verdadeira ou não.

5) Desconfie de preços muito baixos ou promoções boas demais para serem verdade

As páginas falsas apresentam ofertas atraentes, com preços bem abaixo dos praticados pelo mercado, para conquistar o maior número de interessados.

6) Tenha um bom sistema de segurança instalado no celular

Dê preferência aos aplicativos com a função Bloqueio de Hackers, que alertem em tempo real caso você receba ou acesse um link malicioso.

    Veja Também

      Mostrar mais