Quatro horas de funcionamento, medição de temperatura e distanciamento de 1,5 metros estão entre normas a serem adotadas em retomada
shutterstock
Quatro horas de funcionamento, medição de temperatura e distanciamento de 1,5 metros estão entre normas a serem adotadas em retomada


As concessionárias de veículos e os escritórios da capital paulista devem ser os próximos setores econômicos com permissão de retomar às atividades. Hoje, 04, a prefeitura de São Paulo ( SP ) assinará protocolos que dão sinal verde para reabertura na capital. Medida será publicada no Diário Oficial e entra em vigor amanhã, 05.

Leia também: 

A autorização deve ser assinadas por advogados e de contabilidade. Eduardo Tuma, presidente da Câmara dos Vereadores, será testemunha.

Você viu?

O funcionamento é permitido com as normas de restrição em vigor, mas só poderiam funcionar com 20% de sua capacidade, às portas fechadas e por tempo reduzido, desde que fora dos horários de pico.

A ideia é tornar possível para que empresas pertencentes a esses dois setores reabram na Fase 2 do plano de reabertura do estado de São Paulo . Concessionárias e escritórios enviaram à vigilância sanitária sugestões de novas normas de funcionamento durante a pandemia do novo coronavírus .

O prefeito Bruno Covas (PSDB) afirmou que os dois setores não poderá abrir depois das 7h ou antes das 10h. O horário de fechamento não deve acontecer depois das 17h e antes das 20h. Covas afirmou anteriormente que flexibilização será interrompida caso o número de casos e mortes aumente .

Entre outras regras estabelecidas, estão o funcionamento de até quatro horas; manter o distanciamento de pessoas em 1,5 metros, com barreiras físicas demarcadas pelos estabelecimentos; a disponibilização de álcool em gel, água e sabão nos ambientes da empresa; a utilização obrigatória de máscaras de proteção; controle da temperatura dos funcionários; e auxílio à testagem para Covid-19.

Mesmo com a autorização, empresas ainda devem incentivar o regime home office , principalmente para pessoas que pertence ao grupo de risco ou pais e mães que têm filhos pequenos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários