homem falando em microfone
Alan Santos/PR
Ministro da Economia Paulo Guedes

Em coletiva dada no Palácio do Planalto nesta sexta-feira (15), o ministro da Economia, Paulo Guedes, reclamou da tentativa de governadores de aumentar salários e benefícios de servidores públicos durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2). Em falas duras, o representante da pasta pontuou que a sociedade punirá “quem subir em cadáveres para fazer palanque”.

Guedes também comparou os reajustes com uma tentativa de saque ao país e considerou a proximidade com o Centrão como uma forma de garantir governabilidade no Brasil, apelando para que o Congresso mantivesse o veto que Jair Bolsonaro fez aos reajustes.

Leia também: Em reunião, Guedes cobrou "vender rápido a p*** do Banco do Brasil", diz jornal

Na coletiva, Guedes disse contar com ajuda de Rodrigo Maia para apoiar decisão de Bolsonaro, afirmou que a popularidade não é a única busca do Brasil e disse que teme que o veto, se negado, se transforme em um tipo de exploração política.


    Veja Também

      Mostrar mais