Brasil Econômico

As mães adolescentes entraram no programa para recebimento do auxílio emergencial de R$ 600 autorizado pelo governo federal. A decisão foi publicada nesta sexta-feira (15), no Diário Oficial. As mães menores de idade podem se cadastrar no site ou no aplicativo Caixa Auxílio Emergencial para receber a quantia.

Segunda parcela do auxílio emergencial: veja datas e nova organização

É importante ressaltar que, como estas mães não receberam a primeira parcela , caso tenham o benefício aprovado, receberão as duas parcelas de uma única vez.

Presidente Jair Bolsonaro vetou a inclusão de motoristas por aplicativo, vendedores porta a porta e ambulantes
Marcos Corrêa/PR - 14.5.20
Presidente Jair Bolsonaro vetou a inclusão de motoristas por aplicativo, vendedores porta a porta e ambulantes


Esta proposta também incluía os profissionais informais, não inscritos no Cadastro Único , no auxílio de R$ 600. A ideia teria beneficiado motoristas de aplicativos, vendedores porta a porta e os ambulantes. Contudo, o presidente Jair Bolsonaro vetou o texto. Agora, estes vetos serão avaliados pelo Congresso, podendo ser mantidos ou derrubados.

Em reunião, Guedes cobrou "vender rápido a p*** do Banco do Brasil", diz jornal

Segundo Bolsonaro , o veto é justificável já que, para ele, a proposta privilegiaria algumas profissões. Além disso, o Congresso não explicou qual seria a origem da verba, nem o possível impacto devido ao aumento nas despesas públicas.

O Executivo também vetou o trecho que tornava possível que homens solteiros chefes de família passassem a receber R$ 1200 ao invés dos R$ 600. Quem justificou o veto foi a ministra da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos, Damares Alves . De acordo com a ministra, a ampliação iria colocar em risco o pagamento às mães solteiras.

    Veja Também

      Mostrar mais