Brasil Econômico

pessoa contando notas de vinte e de dez
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
FecomércioSP estima prejuízo de comércio paulista com isolamento social por conta de pandemia


Após o governador João Doria (PSDB) anunciar a prorrogação do isolamento social em São Paulo, FecomercioSP informou que, por conta da pandemia do novo coronavírus, comércio paulista deve ter déficit de R$ 44 bilhões.

Leia também: Perda total ou em parte da renda já atingiu 40% dos brasileiros na pandemia

Previsão de retorno, atualmente é de 1º de junho. De acordo com levantamento da instituição, estima-se que, desde o início do confinamento, o varejo no estado de São Paulo perderá R$ 659,7 milhões por dia. Doria decretou a medida no mês de março e a estendeu hoje, 8, pela terceira vez.

Em nota, a Federação afirmou concordar com a decisão do governador, mas fez o alerta. Além disso, pediu para que mais crédito, além de R$ 650 milhões previstos pelo estado, fosse liberado às empresas com agilidade e de maneira acessível. Este valor, segundo o texto, não é suficiente para arcar com as perdas do varejo.

Leia também: Selic é reduzida a 3% ao ano para conter impacto da pandemia

Outra medida sugerida para que o impacto econômico seja aliviado é que o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços não seja recolhido pelos próximos três meses. Segundo FecomércioSP , medida teria de ser válida para empresas de todas as projeções.

Leia também: Foco da retomada do crescimento será investimento privado, diz Mattar

O monitoramento de dados capaz de rastrear movimentação da população enquanto as medidas de isolamento social estão em vigor, que montam o Plano São Paulo, também deverão ser cobradas, aponta a entidade.

    Veja Também

      Mostrar mais