indústria
Agência Brasil
Pandemia derrubou produção industrial em março: com queda de 9,1%, resultado foi o pior para o mês desde 2002

Em março deste ano, a atividade industrial apresentou retração de 9,1%, divulgou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira (5). O resultado reflete os efeitos das medidas de isolamento social provocadas pelo novo coronavírus (Sars-Cov-2) e é o pior resultado desde março de 2002. Em fevereiro, a alta foi de 0,5%.

Leia também: Copom inicia terceira reunião do ano para definir taxa Selic nesta terça

Em relação ao mesmo período de 2019, a queda foi de 3,8% e acumula redução de 1,7% no ano e de 1% em 12 meses, de acordo com a Pesquisa Industrial Mensal (PIM). Setor automotivo foi o mais afetado com perda de 28%.

As paralisações em diversas fábricas explicam o resultado da produção industrial, segundo o gerente da pesquisa, André Macedo.

"Esse impacto da pandemia fica evidenciado quando se compara com o mês de fevereiro, já que a taxa é fortemente negativa e representa a queda mais intensa desde maio de 2018, quando houve a greve dos caminhoneiros. E não apenas pela magnitude da taxa, mas também pelo alargamento por diversas atividades, incluindo todas as quatro categorias econômicas e 23 das 26 atividades pesquisadas", analisa Macedo.

    Veja Também

      Mostrar mais