Paulo Guedes cobrou servidores públicos:
José Cruz/Agência Brasil
Paulo Guedes cobrou servidores públicos: "Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil"

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu as medidas do governo que buscam garantir a segurança dos empregos durante a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) e cobrou os servidores públicos em entrevista.

Leia também: Nascidos em janeiro e fevereiro podem sacar auxílio nesta segunda; saiba como

"Não peçam aumento por um ano e meio, contribuam com o Brasil", afirmou Guedes em fala direcionada aos servidores públicos , alvo do ministro desde antes de sua posse. Ele já chegou a se referir aos funcionários públicos, neste ano, como "parasitas", criticando o que considera privilégios, a estabilidade e a "aposentadoria generosa".

Segundo o chefe da Economia, é o momento de cada servidor fazer sua parte. A ideia dele é que o funcionalismo deixe de cobrar reajuste salarial por um ano e meio.

Nesta segunda-feira (27), o presidente Jair Bolsonaro reiterou o seu apoio a Guedes, dizendo que quem "dá o norte" à economia é o ministro da pasta. A declaração foi dada há pouco na portaria do Palácio da Alvorada, onde eles estavam reunidos.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários