caixa
Arquivo/Agência Brasil
Caixa e Sebrae visam ajudar MEIs, micro e pequenas empresas.

A Caixa Econômica Federal lançou nesta segunda-feira (20), em parceria com o Sebrae, uma linha especial de crédito de R$ 7,5 bilhões para micro e pequenas empresas e microempreendedores individuais ( MEI ).

As taxas de juros na nova modalidade variam entre 1,19% e 1,59% ao mês, com carência e prazo de pagamento de 24 meses a 36 meses.

O valor do empréstimo vai depender do porte da empresa: será de até R$ 12,5 mil para microempreendedores; de até R$ 75 mil para microempresas e de até R$ 125 mil para pequenas empresas. Sócios com o nome negativado não poderão ter acesso à nova linha.

Nas novas operações, o Caixa terá a garantia do Fundo de Aval às Micro e Pequenas Empresas (Fampe) do Sebrae para cobrir uma parte da inadimplência da carteira como um todo.

Para isso, o Sebrae vai reforçar o capital desse Fundo que ficará próximo a R$ 1 bilhão. O volume de crédito anunciado pela Caixa ficou abaixo da expectativa do Sebrae, que esperava R$ 12 bilhões.

O presidente do Sebrae, Carlos Melles, admitiu que os R$ 7,5 bilhões não são suficientes para atender o segmento, que enfrenta escassez de crédito no setor financeiro, diante das incertezas na economia por causa da pandemia do novo coronavírus.

Já o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, destacou que os juros serão reduzidos em até 40% na nova linha, em comparação com as taxas atuais por causa do uso do fundo de aval do Sebrae.

Ele mencionou também que o volume de crédito disponibilizado é o possível neste momento. "As operações só serão realizadas se for para a Caixa ganhar dinheiro. Não realizaremos operações de subsídio para ninguém", afirmou.

Uma das vantagens da nova linha é que os tomadores terão assistência do Sebrae durante a vigência dos contratos.

Leia também:  Ninguém foi sorteado e Mega Sena acumula R$ 24 milhões

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários