Auxílio emergencial será pago a mais 9,4 milhões de pessoas nesta semana
Agência Brasil
Auxílio emergencial será pago a mais 9,4 milhões de pessoas nesta semana

O governo começa a pagar nesta terça-feira (14) uma nova rodada do auxílio emergencial de R$ 600 para integrantes do Cadastro Único (CadÚnico) e beneficiários do Bolsa Família. Nesta semana, mais 9,4 milhões devem receber o benefício, sendo que, nesta terça, receberão os recursos 273.178 que possuem conta no Banco do Brasil e 557.835 pessoas nascidas em janeiro, que terão direito aos recursos pela poupança digital da Caixa, a partir das 12h.

Leia também: Caixa divulga cronograma de saque do auxílio 'coronavoucher'

O calendário desta semana engloba, até quarta, inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família. A partir de quinta (16), os beneficiários do programa de transferência de renda com NIS terminado em 1 ou 2 também serão contemplados.

Confira o cronograma do auxílio de R$ 600 nesta semana:

  • Terça-feira, 14: inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família. 273.178 pessoas que possuem conta no BB e 557.835 pessoas nascidas em janeiro, que receberão pela poupança digital da Caixa (a partir das 12h);
  • Quarta-feira, 15: inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família. 1.635.291 pessoas nascidas nos meses de fevereiro, março e abril, que receberão por meio da poupança digital da Caixa;
  • Quinta-feira, 16:  inscritos no Cadastro Único que não recebem Bolsa Família. 2.282.321 pessoas nascidas entre maio, junho, julho e agosto, que também receberão pela poupança digital da Caixa, e 1.360.024 beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é igual a 1; e
  • Sexta-feira, 17: inscritos no CadÚnico que não são beneficiárias do Bolsa Família e os que recebem e têm NIS terminado em 2. Serão 1.958.268 pessoas nascidas em setembro, outubro, novembro e dezembro - poupança digital da Caixa - e 1.359.786 beneficiários do Bolsa Família cujo último dígito do NIS é 2.

Segundo a Caixa Econômica Federal, a expectativa é pagar cerca de R$ 4,7 bilhões até esta sexta-feira (17), para pelo menos 9,4 milhões de pessoas, incluindo o grupo de mulheres chefes de família , que terão direito a cota dupla do auxílio, de R$ 1.200.

Você viu?

A maior parte desse montante engloba quem já tinha direito ao auxílio antes mesmo de solicitá-lo, os inscritos no CadÚnico. Porém, para aqueles que se cadastraram pelo aplicativo e pelo site do Auxílio Emergencial , e que cumprem com os critérios para recebimento, os valores começarão a ser pagos na quinta-feira (16), seja na conta indicada ou em poupança digital na Caixa.

A Dataprev , estatal responsável por identificar quem são os trabalhadores que têm direito de receber auxílio emergencial de R$ 600 pago pelo governo federal durante a crise, informou que concluirá, nessa terça-feira, o resultado da análise de renda de 23 milhões de pessoas que fizeram o cadastro no aplicativo e no site. Os dados se referem aos informais que não estão inscritos no CadÚnico do Ministério da Cidadania e são considerados "invisíveis".

Segundo o último balanço da Caixa, já foram finalizados 34,3 milhões de cadastros até às 19h desta segunda-feira. Os dados estão sendo enviados à Dataprev para análise em lotes.

A Dataprev concluiu o levantamento dos inscritos no CadÚnico, constatando que 51,4 milhões de pessoas são elegíveis ao auxílio. Desse total, 41,8 milhões já recebem o
Bolsa Família e vão migrar temporariamente para o auxílio emergencial que é mais vantajoso. Outros 9,6 milhões são trabalhadores informais e por conta própria.

Leia também: Câmara aprova ajuda de R$ 89,6 bi a estados e municípios para combate à Covid-19

Esse contingente já está próximo à estimativa inicial do governo que apontou um total de 54 milhões de pessoas que vão receber o auxílio por três meses. O universo será maior se forem incluídos os informais que estão fora do cadastro oficial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários