benefício
Marcello Casal Jr/Agência Brasil
Mais de 22 milhões brasileiros se cadastraram para receber o benefício de R$ 600

Mais de 22 milhões de brasileiros se inscreveram para o programa de auxílio emergencial que oferece R$ 600, em meio a pandemia do Covid-19 . Cerca de 40% dos cadastrados não têm conta em banco. As informações foram repassadas pelo presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, nesta quarta-feira (8), em entrevista concedida à GloboNews.

Leia mais: “Parecia que tinham me estudado”, diz jornalista que caiu em golpe no WhatsApp; veja como se proteger

Os cadastrados que forem elegiveis ao benefício e não tem conta em banco poderão ter uma conta aberta de forma gratuita na Caixa Econômica Federal. A expectativa era que até o final da manhã desta quarta-feira (8) 115 milhões de acessos fossem feitos ao site do programa.

Entenda para quem é o benefício

O auxílio emergencial é voltado para trabalhadores informais, MEIs, desempregados e contribuintes individuais do INSS . O valor de R$ 600 será depositado durante três meses.

Os beneficiários devem ter mais de 18 anos de idade e CPF ativo para receber o valor, além de renda mensal de até meio salário mínimo por pessoa, que soma atualmente R$ 522,50 ou até 3 salários mínimos por família, o que soma R$ 3.135.

Mulheres que são chefes de família e se enquadrarem dentro dos critérios poderão receber R$ 1.200 por mês, representando duas cotas do valor.

Leia também: Petrobras anuncia novos estímulos a demissão voluntária

Pessoas que recebem benefícios que não seja o Bolsa Família , como o seguro desemprego ou a aposentadoria, não terão direito ao auxílio emergencial.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Mostrar mais

      Comentários