Doria anunciou, nesta sexta-feira (27), novas medidas de enfrentamento ao coronavírus
Reprodução
Doria anunciou, nesta sexta-feira (27), novas medidas de enfrentamento ao coronavírus

Doria anunciou, na tarde desta sexta-feira (27), o repasse de R$ 50 milhões à Prefeitura de São Paulo para cofinanciar a estruturação dos hospitais de campanha de São Paulo, que servirão para tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus .

O governo estadual já havia repassado R$ 319 milhões para mais de 500 municípios de São Paulo investirem em estruturas de saúde.

"Todos os valores deverão ser investidos para o custeio, compra de insumos, montagem e operação de hospitais de campanha, como este, estádio do pacaembu", afirmou João Doria.

De acordo com o prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB) , a prefeitura utilizará o dinheiro na criação de mais 725 leitos de UTI na cidade.

"É um trabalho conjunto, não apenas dos dois governos, mas também ao lado da ciência. Estamos fazendo o que é recomendação da OMS e das principais autoridades sanitárias", destacou.

Localizado no estádio do Pacaembu, hospital será inaugurado na próxima quarta-feira (01)
Prefeitura de São Paulo/Reprodução
Localizado no estádio do Pacaembu, hospital será inaugurado na próxima quarta-feira (01)

Veja também: Doria anuncia repasse de R$ 218 milhões a 80 municípios de São Paulo

Caminhoneiros

A partir de hoje, os espaços dos postos de pesagem das rodovias de São Paulo ficarão disponíveis para apoio e descanso de caminhoneiros. A medida é válida até o dia 30 de junho. Foi liberado, também, o acesso de caminhões aos domingos à tarde na chegada pelas rodovias de São Paulo.

"Até ontem isso era restrito devido ao grande fluxo de veículos que retornam à capital paulista nos finais de semana", explicou o governador.

Dois canais de denúncia também foram criados. Segundo Dória, os sistemas servem para que motoristas denunciem o fechamento de serviços essenciais nas estradas ou qualquer outro tipo de bloqueio nas rodovias que possam prejudicar os trabalhos dos caminhoneiros.

As Denúncias poderão ser feitas pelo telefone  0800 055 5510 ou através do endereço de e-mail abastecimentoseguro@sp.gov.br . Ambos os canais funcionarão 24 horas por dia.

Leia mais: "Não tenho medo de Bolsonaro", diz Doria sobre ameaças de morte 


    Veja Também

      Mostrar mais