cixa
José Cruz/Agência Brasil
A cobrança no cheque especial foi reduzida quase à metade, de 4,95% ao mês para 2,9% ao mês

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira uma nova rodada de cortes em suas taxas de juros. A cobrança no cheque especial foi reduzida quase à metade, de 4,95% ao mês para 2,9% ao mês. O anúncio foi feito pelo presidente do banco, ao lado do presidente Jair Bolsonaro, durante live nas redes sociais.

Câmara prepara alternativa e propõe 3 meses de suspensão do contrato de trabalho

— Antes da gente assumir o governo, o presidente, o ministro Paulo Guedes, meu chefe, tínhamos 14% de taxa de juros ao mês. Reduzimos primeiro para 8%, depois para 4,9% e agora estamos anunciando neste momento uma redução para 2,9%. Uma taxa recorde, no sentido de ser menor. (São) 41% em termo de redução — disse Guimarães.

A instituição financeira também reduziu a taxa de juros cobrada no parcelamento da fatura do cartão de crédito, que passou de 7,7% ao mês para 2,9% ao mês.

Segundo comunicado divulgado pelo banco público, as condições especiais para os dois produtos vão durar por três meses. As novas taxas valem a partir do dia 1º de abril, diz a nota.

    Veja Também

      Mostrar mais